Em cenário sem Lula, Bolsonaro e Marina estão tecnicamente empatados

Na primeira pesquisa de intenção de voto para a presidência da República nas eleições de 2018 realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera com 33% dos votos. Em um cenário sem o petista, a liderança é do pré-candidato pelo PSL, Jair Bolsonaro, 17%, que está tecnicamente empatado com Marina Silva (Rede), 13%, no limite da margem de erro.
Esse resultado é o da pergunta estimulada, ou seja, onde é apresentado ao entrevistado um disco com a relação dos prováveis candidatos. Na pergunta de resposta espontânea, quando não há relação de pré-candidatos, Lula também passa na frente, com 21%.
Segundo a pesquisa feita pela CNI, apesar de ocuparem os primeiros lugares do ranking, Bolsonaro e Lula também têm alta taxa de rejeição, com 32% e 31%, respectivamente entre os entrevistados. O ex-presidente Fernando Collor de Mello (PTC) também aparece nessa lista, com 32% dos eleitores que declararam não votar “de jeito nenhum” no pré-candidato. A pesquisa foi feita em parceria com o Ibope, entre 21 a 24 de junho deste ano, com 2 mil eleitores.
O percentual de intenção de votos nulos e brancos também teve resultado elevado, segundo o CNI/Ibope. Na escolha espontânea, 31% dos eleitores votariam em uma dessas duas opções. Nos cenários com a lista de pré-candidatos, ou seja, estimulados, o voto em branco/nulo chega a 33% quando aparece o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad para disputar a presidência pelo PT, e 22% em um cenário com Lula entre as opções.
Perfil do eleitor 
O eleitor do Nordeste faz mais menção ao ex-presidente Lula durante a pesquisa de intenção de voto. Essa intenção aumenta conforme diminui a renda familiar do eleitor. Já os votos em Jair Bolsonaro são mais significativas entre homens, e aqueles com até 34 anos. Ele é mais citado conforme aumenta a renda familiar do eleitor.
No caso de Marina Silva, as intenções são mais elevadas nas regiões Norte, Centro-Oeste e Nordeste. No cenário sem Lula, ela ultrapassa Jair Bolsonaro entre as mulheres. Ciro Gomes (PDT) e Álvaro Dias (Podemos) são mais citados pelos eleitores com 55 anos ou mais. Sendo que o primeiro é mais forte na região Nordeste, onde empata tecnicamente com Marina pelo primeiro lugar, e o segundo tem  mais força na região Sul. Já pelo PSDB, Geraldo Alckmin ganha mais força na região Sudeste.
Fonte: CB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here