Diretor-geral da ANTT é alvo de mandado de busca em operação da PF

Mário Rodrigues está sendo procurado pela PF em Brasília. Buscas são feitas no gabinete dele(foto: PF/Divulgação)
Mário Rodrigues está sendo procurado pela PF em Brasília. Buscas são feitas no gabinete dele(foto: PF/Divulgação)

Mário Rodrigues Júnior é acusado de envolvimento em um esquema de superfaturamento no valor de pedágios em três estados

O diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres, Mário Rodrigues Júnior, é um dos alvos de uma operação da Polícia Federal, deflagrada na manhã desta quinta-feira (11), para combater um esquema criminoso montado para superfaturar tarifas de pedágios em Goiás, na Bahia e no Espírito Santo.

De acordo com informações obtidas pelo Correio, Mário Rodrigues está sendo procurado pela PF em Brasília. Além do mandato contra ele, os investigadores realizam outros 15 mandados de busca e apreensão, inclusive em endereços ligado a ANTT.

A operação, batizada de Infinita Highway, conta com a participação do Tribunal de Contas da União (TCU) e mobiliza 85 agentes da PF. De acordo com a corporação, a investigação apontou que “com a anuência da ANTT, uma das concessionárias envolvidas aumentou indevidamente o valor cobrado a título de pedágio, sob a falsa alegação de elevação dos custos de manutenção de rodovias, baseando-se, para isso, em orçamentos fictícios, emitidos por empresas que não existiam“.

Além disso, ainda de acordo com as diligências, “empresas concessionárias contratavam a emissão de laudos fraudulentos que atestavam a qualidade das rodovias, evitando assim a aplicação de multas e outras penalidades pela Agência“. Os mandados foram emitidos pela Justiça Federal da Bahia.

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here