Justiça estabelece multa de R$ 50 milhões para alterações na 208 Sul

Derrubada de árvores na 208 Sul
Derrubada de árvores na 208 Sul

Derrubada de árvores na quadra revoltou moradores. Novas alterações podem gerar penalidade ao Ibram e à empresa responsável pela obra

Qualquer alteração na área verde da 208 Sul vai gerar multa de R$ 50 milhões. Esta foi a decisão do juiz Carlos Frederico Maroja de Medeiros, da Vara de Meio Ambiente, Desenvolvimento Urbano e Fundiário do DF, responsável pelo caso.

A derrubada de árvores na região revoltou a vizinhança. A vegetação foi retirada para ceder espaço à construção de um prédio comercial.

Para a população, a ação foi um crime ambiental. Em março, a vara já havia suspendido o corte liminarmente. Porém, novas denúncias foram feitas indicando que a decisão estava sendo desrespeitada.

De acordo com a nova sentença, poderão ser responsabilizados a empresa responsável pela tentativa de obra no local, a Quality Participações e Investimentos S.A, assim como o Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Distrito Federal (Ibram).

Fixo multa no valor de R$ 50.000.000,00 (cinquenta milhões de reais) para cada nova alteração não autorizada no estado de fato da área mencionada na lide, durante a manutenção da vigência da liminar, sem prejuízo da responsabilidade criminal pertinente”, sentenciou.

O Metrópoles entrou em contato com o Ibram sobre o caso, mas até a publicação desta matéria não teve resposta. A empresa responsável pela obra não foi localizada pela reportagem.

Fonte: Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here