“Muito bem-vinda”, diz Ibaneis sobre Força Nacional na Esplanada

Governador Ibaneis
Governador Ibaneis

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), elogiou, no início da tarde desta quarta-feira (17/4), a portaria assinada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que autoriza o emprego da Força Nacional de Segurança Pública para conter manifestações na Praça dos Três Poderes e na Esplanada dos Ministérios. Para o emedebista, todo apoio é bem-vindo e a medida não fere a autonomia da segurança local.

Fico muito feliz que tenha essa movimentação, até porque nós estamos sabendo da chegada, no Distrito Federal, de 7 mil índios que estão se dirigindo para fazer uma manifestação junto ao Supremo Tribunal Federal por conta de alterações que vêm ocorrendo”, afirmou.

Ibaneis lembrou ainda a chegada dos presos federais na capital, entre eles o líder do Primeiro Comando da Capital (PCC), Marcola. “O ministro sabe do problema de segurança que o DF passa por conta dos presos federais que estão aí e também por conta desses movimentos sociais todos que têm que ocorrer com muita segurança”, argumentou. “Fico feliz, é uma colaboração muito bem-vinda. Não é por nenhum problema na nossa estrutura, mas certamente toda força que vem para cá nos ajuda”, acrescentou.

O governador afirmou que não conversou com o ministro antes da publicação do decreto. “Mas ele tem as prerrogativas em relação à Esplanada e está fazendo tudo com o maior alinhamento e certamente tem conversado com o secretário de Segurança (Anderson Torres). Essas coisas não entram na minha pauta.”

Pelo Twitter, a Secretaria de Segurança Pública do DF afirmou que “as ações de segurança pública no DF, quando integradas com outros entes, seguem acordo prévio denominado Protocolo Tático Integrado para manifestações que alinha possíveis desdobramentos”.

A pasta destacou ainda que, nesta quarta-feira, haverá reunião com “diversos atores, distritais e federais, envolvidos no planejamento da segurança da Esplanada dos Ministérios nos próximos dias”.

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here