Temer contesta ‘de forma categórica’ envolvimento em negócios escusos

Brazilian President Michel Temer attends the award ceremony of the Order of Aeronautical Merit at an air base in Brasilia, on October 23, 2017. The first president in the country to face criminal charges while in office, Temer is accused of obstruction of justice and racketeering. He denies any wrongdoing and has argued that the country needs him at the helm to bring in market-friendly reforms after two years of deep recession. This week the chamber of deputies must vote the request to authorise the opening of an investigation against the ruling President. / AFP / EVARISTO SA

Questionada a respeito das declarações do corretor Lúcio Funaro de que o presidente Michel Temer tinha consciência de esquema na Caixa Econômica Federal que era operado pelo ex-vice-presidente de Fundos e Loterias do órgão Fabio Cleto, a Secretaria de Comunicação da Presidência afirmou, por meio de nota, que “o presidente contesta de forma categórica qualquer envolvimento de seu nome em negócios escusos, ainda mais partindo de um delator que já mentiu outras vezes à Justiça”.

Em audiência na Justiça Federal em Brasília nesta sexta-feira, 27, Funaro foi perguntado pela Procuradoria da República sobre quem dentro do PMDB tinha conhecimento do esquema de Cleto: “Geddel (Vieira Lima) com certeza, Lúcio (Vieira Lima) com certeza, Henrique (Eduardo Alves), Michel Temer, Moreira Franco, Washington Reis”, elencou Funaro. O corretor não deu mais detalhes à menção que fez ao nome de Temer.

Fonte: CB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!