Proteção de mulheres e meninas é tema de curso on-line

GDF e programa ‘Brasília Vida Segura’ lançam capacitação gratuita para prevenir situações de violência de gênero em bares, restaurantes e eventos

Iniciativa do Governo do Distrito Federal (GDF) e da Ambev, o programa Brasília Vida Segura ganha reforço da Secretaria da Mulher, com o lançamento de uma plataforma on-line e gratuita, na qual serão oferecidos cursos para sensibilizar trabalhadores do setor de bares, restaurantes e eventos sobre a venda consciente e responsável de bebidas alcoólicas. O pacote inclui um módulo voltado especificamente para tratar as formas de prevenir a violência de gênero.

Informações sobre a participação da Secretaria da Mulher nesse projeto podem ser obtidas em uma live, nesta quarta-feira (23), às 18h, da qual participam a secretária da Mulher, Ericka Filippelli; a conselheira do Brasília Viva Segura Melina Risso e a gerente institucional de consumo responsável da Ambev, Anna Paula Alves. A conversa será transmitida pelo Facebook da Secretaria da Mulher (secmulherdf). A ação segue as diretrizes do programa, criado para orientar e prevenir o consumo excessivo de álcool em todo o DF.

Por meio do curso Boto Fé, serão ensinadas, em quatro módulos, boas práticas para promoção de atitudes responsáveis em estabelecimentos que vendem bebidas alcoólicas. O curso orienta os profissionais desse setor a agirem em situações em que o consumo excessivo de álcool produz efeitos negativos para a coletividade, como assédios e episódios de violência, além de abordar a importância do consumo moderado, a fim de evitar problemas como a venda de bebidas para menores de idade.

Fruto da parceria com a Secretaria da Mulher, o quarto módulo do curso, “Protegendo mulheres e meninas”, desenvolverá estratégias para proteger o público feminino que se sinta em risco nos ambientes em que há venda de bebida alcóolica. O conteúdo foi pensado para ajudar os funcionários dos estabelecimentos a identificarem situações de assédio, violência, intimidação, preconceito e outras formas de desrespeito que possam colocar mulheres em perigo. Por meio de dicas práticas, o curso vai ensinar como abordar os agressores e como apoiar as vítimas de forma discreta e segura, além de divulgar os canais de denúncia e rede de proteção à mulher para os casos mais graves.

“Precisamos somar esforços no enfrentamento da violência de gênero para impactar positivamente ambientes familiares e também de convivência social, como os bares e restaurantes”Ericka Filippelli, secretária da Mulher

“O Governo do Distrito Federal tem trabalhado para expandir a discussão do enfrentamento da violência contra a mulher em todas as áreas, e os resultados já apareceram, inclusive com a queda do número de feminicídios no DF, no primeiro semestre de 2020, o que é uma realidade bem diferente da dos demais estados”, ressalta a secretária da Mulher, Ericka Filippelli. “A parceria da Secretaria da Mulher com o programa Brasília Vida Segura amplia o alcance de prevenção a esse tipo de crime. O problema é complexo e precisamos somar esforços no enfrentamento da violência de gênero para impactar positivamente ambientes familiares e também de convivência social, como os bares e restaurantes.”

No início deste ano, mais de 250 alunos foram capacitados na modalidade presencial do curso. Com a chegada da pandemia e a necessidade de estabelecer distanciamento social, o aprendizado ganhou uma versão on-line, permitindo que mais interessados possam acessar o conteúdo. Para participar do Boto Fé, basta acessar a página brasiliavidasegura.com.br.

O programa

Brasília Vida Segura nasceu do compromisso global firmado pela AB InBev (controladora da Ambev Brasil) por meio da Fundação AB InBev, com o objetivo de diminuir em pelo menos 10% o consumo nocivo de álcool. O compromisso firmado busca atender a Agenda 2030 da Organização Mundial da Saúde (OMS) de diminuir o consumo nocivo de álcool. O programa já firmou termos de cooperação com o GDF, estabelecendo uma cooperação público-privada. Além da Secretaria da Mulher, o projeto conta com apoio das secretarias de Mobilidade e Transporte, Saúde, Educação, Governo e Casa Civil.

A iniciativa é pioneira no Brasil. A adaptação de boas práticas de consumo de bebidas alcoólicas é comum em países desenvolvidos, como Estados Unidos e Austrália, e reduz incidentes indesejados em estabelecimentos de venda de bebidas alcoólicas, transforma a qualidade do atendimento e deixa o ambiente ainda mais seguro.

Brasília Vida Segura está estruturado em quatro pilares de atuação, conectados ao seu objetivo central:

  • Segurança viária: auxílio à melhoria da segurança do sistema viário, reduzindo o risco de morte por acidentes de trânsito;
  • Saúde: apoio à atenção de saúde primária à prevenção ao uso nocivo do álcool, proporcionando o aumento da expectativa de vida;
  • Menor de idade: atuação na educação pública básica para a prevenção do consumo de bebidas alcoólicas por menores de 18 anos;
  • Serviço de bebida responsável: capacitação sobre a venda consciente e responsável de bebidas alcoólicas, redução de episódios de consumo nocivo e de situações de assédio às mulheres em ambientes de vendas e consumo de álcool.

Com informações da Secretaria da Mulher

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here