Comissão aprova campanha de prevenção contra namofobia, quadro gerado pela dependência digital

Por Camila Braga

O autor do projeto, deputado Delmasso, observa que que cerca de 4% da população brasileira sofra hoje com a dependência digital

A Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC) da Câmara Legislativa aprovou, em reunião remota na tarde desta segunda-feira (22), a proposta (PL 1.377/2020) do deputado Delmasso (Republicanos) de instituir uma campanha permanente de conscientização, prevenção e combate à nomofobia, associada à angústia causada pela impossibilidade de comunicação por meios virtuais, celular, tablets e aparelhos de conexão web.

Segundo o parlamentar, estima-se que cerca de 4% da população brasileira sofra hoje com a dependência digital, e uma pesquisa do Hospital das Clínicas de São Paulo, que possui um grupo de apoio para pessoas que não conseguem se desconectar, aponta que no Brasil existem oito milhões de pessoas viciadas em internet. Em seu parecer favorável, a relatora da matéria, deputada Arlete Sampaio (PT), acrescentou outras patologias ligadas à exposição excessiva às redes, como problemas de autoestima e aumento de casos de suicídio. Já o deputado Leandro Grass (Rede) parabenizou Delmasso por trazer a conscientização sobre um conceito tão recente e por orientar meninos e meninas sobre os riscos da namofobia.  

Participaram da reunião de hoje, transmitida ao vivo pela TV WEB CLDF, os deputados Arlete Sampaio, Leandro Grass, Delmasso, Jorge Vianna (Podemos) e Fernando Fernandes (PROS)

*Com informações do Núcleo de Jornalismo da CLDF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here