Governo de Goiás divulga lista com mais 363 classificados na CNH Social

Chamada faz parte da 1ª etapa do programa e oferece promoção de justiça social e mais uma ferramenta de trabalho aos goianos de baixa renda

O Governo de Goiás, por meio do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO), divulgou nesta segunda-feira (6/7) a 3ª chamada da 1ª etapa do Programa CNH Social. A lista com 363 candidatos está disponível no site da autarquia (www.detran.go.gov.br), onde o classificado poderá realizar a matrícula on-line no programa e o agendamento para entrega de documentação para abertura do respectivo processo. Nesta etapa inaugural, 2.010 vagas foram ofertadas pelo Programa CNH Social. Estas vagas residuais dizem respeito aos candidatos que não compareceram em chamadas anteriores.

Na 1ª etapa do programa foram ofertadas 670 vagas para cada uma das três áreas cobertas pela CNH Social (estudantil, rural e urbana), sendo que 10% delas são destinadas a pessoas com deficiência. Mais de 90 mil pessoas se inscreveram no programa. No dia 22 de junho, houve a entrega simbólica das primeiras habilitações do programa – o desempregado Welington Borges Coelho (foto), de 42 anos, foi o primeiro a receber a CNH, das mãos do governador Ronaldo Caiado. Como cada processo é individual e pode durar até 18 meses, os documentos dos contemplados são entregues à medida que os candidatos cumpram todas as etapas do processo a que estão submetidos.

Os candidatos que tiverem o nome na lista da 3ª chamada deverão efetuar a matrícula on-line no portal da autarquia, imprimir o comprovante de matrícula e realizar o agendamento para atendimento presencial na sede do Detran-GO, Vapt Vupt ou Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans) para apresentar a documentação. Quem não apresentar os documentos necessários será desclassificado.

Os contemplados recebem isenção das taxas do Detran-GO (Inclusão no Renach, Licença de Aprendizagem de Direção Veicular, agendamento de prova teórica, agendamento de exame prático). Também se abstém de pagar pelos exames médico e psicológico, junta médica, quando se trata de candidato com deficiência, e toxicológico, exigido para categoria profissional. São oferecidos ainda o curso teórico, de legislação de trânsito, as aulas práticas de direção e até três retestes.

Pensada pelo Governo de Goiás como um programa para promover a justiça social e oferecer mais uma ferramenta de trabalho aos goianos de baixa renda, a CNH Social foi capaz de atuar de forma muito mais impactante do que a prevista inicialmente, já que ninguém imaginava que 2020 “abrigaria” uma pandemia de proporções mundiais. Pensando nisso, a intenção é de abrir neste segundo semestre mais quatro mil vagas para o programa.

O governador Ronaldo Caiado enviou à Assembleia Legislativa de Goiás projeto de lei com o objetivo de melhorar e simplificar o processo para a seleção dos beneficiários desse programa social. Segundo a proposta, com a alteração, serão levados em consideração critérios mais humanizados e socialmente adequados para o desempate dos candidatos inscritos.

Confira a lista dos classificados:

https://drive.google.com/file/d/12CcWoYXBYem37wYe8yDavZTrpHJmk2kY/view?usp=sharing

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here