GDF e Sol Nascente/Pôr do Sol recuperam quase 9 km de pistas em menos de 20 dias

Por Ana Luiza Vinhote

Parceria para execução de benfeitorias em ruas da região administrativa melhora rotina de moradores

Elisângela Maria Amaral, 41 anos, mora no Sol Nascente/Pôr do Sol há sete anos. Quando chegou à região, ela tinha que bater de porta em porta para vender joias. Poeira e lama faziam parte do dia a dia dela, algo que dificultava a execução do trabalho que ajuda no sustento de casa. A moradora do Trecho I, em frente à Feira do Produtor, é uma das 30 mil pessoas beneficiadas com a recuperação das ruas da cidade.

“Quando chovia tínhamos uma dificuldade muito grande para transitar. A chuva arrancava pedaços da pista e formava aqueles montes. Mas desde que a nossa cidade se tornou região administrativa, a gente vê obras acontecendo todos os dias. As máquinas estão nas ruas e até as minha vendas aumentaram, porque aqui em frente está ótimo”, garante a comerciante.

A Administração Regional do Sol Nascente/Pôr do Sol – em parceria com Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e das secretarias de Governo e de Obras e Infraestrutura – trabalha diariamente no reparo de ruas que ainda não têm asfalto. Em menos de 20 dias os órgãos fizeram reparos em 8 quilômetros e 500 metros de pista.

Além das ruas limpas e terraplanadas, os locais que já são pavimentados continuam passando por reformas, de acordo com o administrador da cidade, Goudim Carneiro. Também são feitas retiradas de entulho, limpeza, poda de árvores e operações tapa-buracos, entre outros serviços.

Trabalho contínuo

Segundo Carneiro, a ação nas pistas é contínua, assim como outros trabalhos serão executados continuamente. “Agora que somos uma administração, o Estado pode estar mais perto da população. Eles passaram a acreditar mais e nos cobrar, também. Estamos fazendo o máximo para acelerar as obras, principalmente depois da pandemia do coronavírus, pois há ruas que são intransitáveis”, informa. 

Morador do Trecho III da cidade, Thiago Oliveiro, 36 anos, reside desde criança no Sol Nascente/Pôr do Sol. Ele também tem visto de perto o trabalho do governo nas ruas da região.

“Lutamos pela regularização daqui e, agora, estamos vendo o crescimento e o desenvolvimento. Estamos caminhando para termos cada vez mais benfeitorias”, acrescenta.

Fonte: Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here