BRB: de alvo de operações policiais a um banco que busca modernidade e o melhor para os clientes

Da redação

Estratégias foram colocadas em prática para recuperar a credibilidade da instituição

O Banco de Brasília (BRB), antes da chegada de Paulo Henrique Costa à presidência, viveu momentos tensos, com escândalos de corrupção dentro da instituição. Houve, como exemplo, a Operação Circus Maximus, Operação Aquarela e Bezerra de Ouro, mas para recuperar a reputação do banco, Paulo, quando assumiu, precisou tomar medidas.

Nesse sentido, foram realizadas estratégias orientadas para resgatar a importância do BRB para Brasília e para os clientes.

Referência

Ser referência em Governança e Gestão e ser reconhecida como uma empresa inovadora.

Inovação e modernização

Foco em qualidade e inovação, sendo reconhecido como um banco moderno, ágil e seguro.

Desenvolvimento

Fomentar novas soluções focadas na transformação social, apoiar lideranças engajadas com sustentabilidade, em nível de consciência e atitudes.

Eficiência operacional

Gestão de processos, dados e recursos de forma eficiente e otimizada.

Pessoas

Valorização das pessoas e desenvolvimento de competências.

Relacionamento e atendimento

Ser referência, oferecendo um modelo de atendimento que otimize a experiência do cliente, por meio de canais adequados e estáveis.

Objetivos

Revisar os modelos de desempenho com foco na otimização da produção.

Governança, gestão de riscos e controle

Fortalecer a governança, os controles internos e a gestão de riscos.

Resultados

Planejamentos, eficiência e lucratividade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here