Felipe Neto é indiciado por conteúdo impróprio; YouTuber acusa bolsonaristas

Felipe Neto foi indiciado pelo crime de corrupção de menores, previsto no artirgo 244 do ECA, pelo delegado Pablo da Costa Sartori, da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) do Rio. O delegado recebeu, há um mês, um ofício do Ministério Público do Rio em que pede uma investigação contra publicações impróprias para menores feitas pelo Youtuber. O youtuber nega todas as acusações.

Em seu Instagram, Felipe publicou seu posicionamento oficial que responsabiliza o “ódio bolsonarista” pelas denúncias.

“Confiante no poder judiciário, o Youtuber permanece absolutamente convicto e tranquilo de que nunca praticou crime algum e reitera que todo o ocorrido ainda será analisado por um promotor de Justiça. Felipe Neto acrescenta que, quando começou a se manifestar vigorosamente contra os absurdos do governo Bolsonaro, já estava preparado para enfrentar todos os tipos de ataque cometidos pela articulação do ódio, desde a propagação de notícias às falsas acusações, associando Felipe a crimes, na tentativa de destruir sua imagem e reputação”, diz a nota.

A Policia Civil também soltou uma nota oficial, em que diz: “O youtuber e influenciador foi indiciado por divulgar material impróprio para crianças e adolescentes em seu canal do Youtube e por não limitar a classificação etária dos vídeos com conteúdo e linguajar inapropriado para menores. As investigações iniciaram após expediente oriundo do Ministério da Justiça. Durante as investigações foi constado e analisado diversos vídeos e postagens, bem como publicações, onde o indiciado claramente não tem a preocupação em classificar seu material de divulgação”.

Fonte: Painel Politico

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here